Skip to content

Apresentação

Visando contrariar o progressivo e notório desaparecimento da crítica de artes performativas do espaço público, quatro instituições lisboetas juntaram-se de forma a criar as condições de produção necessárias para a realização do seminário Mais Crítica. Pretende-se assim promover a multiplicação das vozes críticas existentes no nosso país e o surgimento de novos espaços que possam amplificar o discurso sobre as artes e o impacto que estas têm no terreno das relações sociais em geral.

Mais Crítica tem então como objectivo incentivar o aparecimento e o desenvolvimento de novos críticos na área das Artes Performativas, através de um programa de formação orientado por Liliana Coutinho e Rui Pina Coelho. Esta formação, em regime de prática acompanhada, tem um caracter teórico-prático que motivará, por um lado, a partilha de ferramentas teóricas pertinentes para o exercício crítico e, por outro, a produção escrita, divulgada num espaço online que receberá regularmente os textos produzidos pelos participantes no seminário. Pretende-se que este blogue contribua para  o indispensável discurso público sobre os objectos artísticos e para a preservação da memória (ameaçada) do teatro e da dança que hoje se fazem.

O seminário, gratuito, tem a duração de 10 meses (Setembro 2012 a Julho 2013). Os seis participantes foram selecionados através de um dossier de candidatura.

Actividades Previstas:

  1. Assistência semanal colectiva a espectáculos, na presença de um ou dos dois tutores, seguida de discussão sobre os mesmos;
  2. Escrita de textos críticos com vista à publicação (cada formando deverá publicar dois textos críticos por mês, sob a tutoria dos formadores);
  3. 5 temas/5 conversas: encontro bimestral, em sessões orientadas pelos tutores, com a possível participação ocasional de convidados, para o qual será seleccionado um corpus bibliográfico de referência. Temas a abordar: a função da crítica; a crítica e o jornalismo cultural; a crítica e a preservação da memória; as ligações entre a crítica e a criação artística; a crise da crítica e a crise de autoridade: pensar o julgamento e a argumentação; os lugares da crítica: as possibilidades do exercício crítico nos vários media; arte e economia social;
  4. Discussão mensal (sessões de 3 horas) sobre os espectáculos assistidos e sobre os textos publicados, na qual será dado enfâse ao desenvolvimento da capacidade de argumentação, riqueza estilística e capacidade de organização, escrita e oral. A discussão sobre cada um dos espectáculos servirá também para exercitar os instrumentos específicos de análise dos diferentes componentes da cena, visando uma justa adequação às obras em questão.

Para além deste programa, o seminário será complementado pela participação em actividades diversas, tais como a assistência a ensaios, conversas com criadores e intérpretes de obras em cena ou em processo de criação e iniciativas propostas pelas instituições produtoras e abertas ao público em geral.

Entidades promotoras:

Alkantara – www.alkantara.pt

Culturgest – www.culturgest.pt

São Luiz Teatro Municipal – www.teatrosaoluiz.pt

Teatro Municipal Maria Matos – www.teatromariamatos.pt

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: